voltar para a página de Livros/próximo livro             

 O Fantasma da Paulista

É o fantasma de Joaquim Eugênio de Lima, criador da avenida, passeando no tempo. E, assim, se descobre

a verdadeira história da avenida que é símbolo de São Paulo e que passou por inúmeras transformações.

 

Noites de Autógrafos

 

1. fnac Paulista

8 de dezembro, 117. aniversário da avenida

 

2. Edifício Paulicéia

23 de março, Cinquentenário do prédio

onde moro, na Paulista.

 

CONHEÇA MELHOR O FUNDADOR DA AVENIDA PAULISTA,

JOAQUIM EUGÊNIO DE LIMA,

URBANISTA E JORNALISTA QUE PROJETOU VÁRIOS BAIRROS

IMPORTANTES DA CIDADE DE SÃO PAULO. CLIQUE

 

 

clique na capa do livro para ver como nasceu o Fantasma da Paulista

O FANTASMA, NASCEU DE UM VÍDEO, criado por nós em 1991, quando a avenida fez 100 anos. 

O vídeo tem voz do Raul Cortez,saudoso ator do teatro e TV no Brasil, produção da Hélicon Film, roteiro e direção meus e argumento do também saudoso meu irmão Ronaldo Alvan. A trilha é do Nouvelle Cuisine, e também de trechos de Philip Glass. Os direitos da música me foram cedidos pela então WEA. Este vídeo foi exibido fora do Brasil, em encontros de uma associação internacional de produtores de cinema,e foi exibido pelas TVs Cultura e Manchete.

 

 

 

Veja Programas de TV sobre a Avenida Paulista, onde Isabel é uma das personagens.

 

 

Leia grátis:

Maria Eugênia

conto do livro "O Fantasma da Paulista"

capa do livro: A Avenida Paulista

recém inaugurada, por Gaesly, sec XIX

 

 

 

 

 

Uma Incrível Coincidência!!!

(clique na foto para ver a entrevista)

 

A história do Fantasma da Paulista é cheia de coincidências. Mas eu nunca poderia imaginar que aquela apresentadora da TV Unisanta, do litoral paulistano, que me entrevistou quando eu lancei o "Sexo Sem Vergonha" era... meu Deus... tataraneta do meu Fantasma. Então, quando descobrimos isso, eu fui à Santos para dar uma entrevista a ela sobre o nosso livro... Muito bacana.  Ela é Mônica de Lima Azevedo, a apresentadora do programa "Arte de Viver", no ar na Baixada Santista e em todo litoral sul de São Paulo.

Na foto, Mônica, eu e o famoso quadro da inauguração da Avenida Paulista.

 

 

Matérias na TV

 

2016, aniversário da cidade de São Paulo, pgm especial Av. Paulista

Participação ou na íntegra, clique

aqui.

 

 

2015, maio - Participação na série "Avenida Paulista", produção da TV Gazeta de S.Paulo - ASSISTA

7 minutos, editado

Para ver o programa inteiro, clique AQUI

 

 

Entrevista ao Ronnie Von, sobre

O Fantasma e o meu livro de Natal. ASSISTA. 8/12/2015

 

 

TV Globo SPTV,

para assistir clique na foto

 

 

 

 

 

TV Globo,

Antena Paulista -

para assistir, clique na ilustração

(aquarela de Jules Martin, sobre a inauguração da Avenida Paulista, em 8 de dezembro de 1891)

 

 

TV Cultura, Pgm Vitrine

para assistir clique na foto

 

 

 

 

TV CNT, Jornal da Noite

para assistir clique na foto

 

 

 

 

VIDEO

RESUMO DAS MATÉRIAS DE TV

até 2013 -  assista. 7min. 

 

Clique na foto para ver

o Fantasma no programa

do Amaury Jr.

 

 

 

 

TV Bandeirantes Jornal da Band

para assistir clique na foto

 

 

 

Trecho do programa de TV

da Betth Ripoli 2014

 ASSISTA

 

 

 

 

TV Brasil, Repórter Brasil

para assistir clique na foto

 

 

 

 

 

 

Entrevista à Simone Arrojo,

na Band TV.

 assista.

 

 

 

 

 

Rádio Jovem Pan

para ouvir a entrevista , clique na capa do livro.

 

Clique aqui para ouvir o Fantasma na

Rádio USP FM

 

 

A Neta do Fantasma

 ASSISTA

ASSISTA

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

COMPRAR

 

 

Assista o vídeo que deu origem ao personagem do livro, baseado em Joaquim Eugênio de Lima, criador da avenida.

 

 

 

COMENTE

 

Fabih

 agora ir na Paulista e não imaginar o fantasma do Joaquim, vai ser bem difícil! ^~ adorei!!

 

Glícia Nathália

Quero muito ler o teu livro (não só esse)! :) Moro em outra cidade mas, a vivência e história dessa avenida me interessa bastante.

 

Alaerte

 Quando peguei o livro já me apaixonei pela capa, que mostra uma foto antiga da av. Paulista.

  A história é narrada pelo fantasma de Joaquim Eugênio de Lima, o fundador da famosa Av. Paulista.

  Ele viaja pelo tempo em busca de esposa, e em cada ano que passa acaba conhecendo mulheres de certa forma possuem características semelhantes de sua falecida amada.

  Em cada época e personagem, o Fantasma da Paulista acaba apresentando detalhes da Av. Paulista, que com a agitação do dia-a-dia acabamos não prestando atenção.

 

A máquina do tempo, Av. Paulista

                                            Por Guilherme de M. Corrêa

   Eu, Augustos Domingos, jornalista da cidade de Guarulhos, trabalho num pequeno jornal gratuito, escrevo sobre alguns fatos, eventos, encontros, assuntos que de alguma forma, motivem e interagem com o leitor.

   A vida é muito normal por aqui na cidade de Guarulhos, agora vem à parte onde tudo muda, parece até que fumei alguns baseados de tão pouco que virou o meu mundo de cabeça para baixo.

   São Paulo. SANTO DEUS!! Que LUGAR ENORME É ESSE? Sim, não tinha ido ainda para esse lado, é um absurdo da minha burrice, aquele formigueiro humano, nas estações de metrô e pelas ruas, avenidas, bairros infinitos que parece até um sonho louco, sem saída.

    Algumas pessoas me olhavam, outras nem sequer parecem estar reparando na minha presença, é muita informação, movimento, é tudo muito poluído, perigoso, divertido. Parte de atração e parte de estar de frente com a morte, todo santo dia.

    Perguntei para várias pessoas, um taxista, um segurança do Shopping Paulista, pessoas que passavam por mim, algumas excêntricas, perigosas e normais. Até que alguma coisa muito estranha me guiou aleatoriamente até o bairro Bela Vista, e QUE VISTA LINDA HEIN!!

   Essa coisa que me guiou, pesquisei depois, é um espírito que ronda pela Av. Paulista, mais conhecido como Joaquim Eugênio de Lima, ele olhava para mim com aquele olhar fantasmagórico, assustador com um senso de confiança ao mesmo tempo, segui ele, ele corria e corria, minhas pernas estavam cansadas, a que entrou num lugar escondido, no meio dos outros comércios.

   Chegando lá, era uma livraria, não daquelas comuns, era exótica, entrei na Martins Fontes, esse era o nome da livraria, enorme, até que esbarrei sem querer com uma senhora muito bonita, aquele olhar que parecia estar dentro da minha mente, ela se apresentou como Isabel Vasconcellos, escritora e jornalista.

    Nesse colapso de uma desconhecida, parecia que ela estava me esperando para esse encontro, mostrou um dos seus primeiros livros publicados e fez uma dedicatória maravilhosa, como se nós se conhecemos há anos, assim toquei naquele livro amarelo com uma foto antiga da cidade, cujo título era “O FANTASMA DA PAULISTA”. Em 10 segundos tudo ficou antigo, parecia que havia voltado no tempo, em 1891. E de repente, nos outros 10 segundos fui para um futuro muito distante, em 2050.

     Depois voltei para a realidade, Isabel apenas disse, leia o livro, você precisa conhecer o PASSADO, O AGORA E O FUTURO. Sendo assim, comecei a folhear aleatoriamente e li a sinopse da contracapa e assustado, precisava conversar sobre o senhor que me levou até ali, para de repente me encontrar com cuja escritora sabia muito sobre o assunto. Só que ela desapareceu nos piscar dos meus olhos. Então a moral que tive dessa viagem pela máquina do tempo é que o conhecimento está dentro do livro, vamos ler e quem sabe é o próximo passo para uma nova aventura?