voltar para a Página-Site do Dr. José Eduardo Lutaif Dolci

Edvard Munch, 1895, O Grito - versão litogravura

 

 

 

Tontura Não é (só) Labirintite

por Dr. José Eduardo Lutaif Dolci

 

 

Muito comum é as pessoas dizerem que estão com “labirintite” a cada vez que uma tontura as acomete. Este é um erro frequente. Tontura não é sinônimo de labirintite.
Tontura é uma desorientação espacial, uma falsa sensação de movimento. Pode se manifestar também como sensação de flutuação, vista embaralhada, enjoo ou vertigem, que é aquela sensação de que o ambiente, em que você está, está rodando. E pode ter, como causa, algumas doenças e alguns fatores.
 

Você pode ficar tonto se:
1. Beber (bebida alcoólica) demais
2. Tomar alguns medicamentos que podem dar essa sensação de desorientação espacial como efeito adverso
3. Se estiver em algum lugar muito, muito alto.
 

Mas a tontura pode ser também sintoma de algumas patologias.

As mais comuns são:
• Vertigem Postural Paroxístca Benigna
• Síndrome do desequilíbrio do idoso
• Doença de Ménière
• Alterações de propriocepção
• Alterações Metabólicas
• Labirintite infecciosa
• Diabetes
• Colesterol alterado
• Problemas com hormônios da tireóide
 

A labirintite, como o nome está dizendo, é uma infecção do labirinto, dentro da sua orelha, e é apenas uma das doenças que podem ter como sintoma a tontura.
Para descobrir a causa da sua tontura, procure um médico. E o tratamento vai depender dessa causa. Pode ser medicamentoso, pode ser por fisioterapia. Enquanto você sofrer o problema, evite:
- fumar,
- tomar café,
- usar estimulantes como guaraná e energéticos,
- doces e
- bebidas alcoólicas.