voltar para a página-site do Dr. Francisco Pacca

 

A Gengiva sangrou?Corra pro Dentista!

por Dr. Francisco Pacca

 

(Vladimir Kush, Dança Vermelha)

 

 

 

“Isso é apenas uma gengivite” – tendem as pessoas a pensar diante de um leve sangramento ao escovar os dentes. Talvez possa ser uma gengivite. Mas jamais será “apenas”.
A gengivite – como o nome está dizendo – é uma inflamação da gengiva. No entanto, o sangramento pode advir da temida Doença Periodontal, ou periodontite, que nós, profissionais da saúde bucal, chamamos simplesmente de DP.

O periodonto é o conjunto dos tecidos que está em volta do dente. São eles: a própria gengiva, o osso alveolar e as fibras que lingam a raiz do dente ao osso.
Se esses tecidos todos se alteram por um processo inflamatório, vai ocorrer a reabsorção do osso que está em torno das raízes dos dentes e então começam os sintomas:
- sangramento (como na gengivite)
- dentes “amolecidos” (com mobilidade)
- alterações na posição dos dentes,
- retração da gengiva (o “encolhimento” da gengiva, às vezes expondo até parte da raiz do dente)
- inchaço.

Você pode, eventualmente, ter alterações gengivais por causas hormonais, pelo uso de alguns medicamentos ou por queda de imunidade. Mas, a grande causa da DP é a formação da placa bacteriana, que adere ao dente.
Aí, o único jeito mesmo é aquela limpeza feita pelo cirurgião-dentista e que remove, mecanicamente, a placa bacteriana, através da raspagem e alisamento das raízes dos dentes. Há casos, porém, em que os instrumentos de raspagem não conseguem alcançar toda a área afetada e então uma pequena intervenção cirúrgica se faz necessária. Não existem medicamentos para a remoção da placa ou a solução da DP.
Os tecidos do periodonto porém não se recuperam completamente após o tratamento e para estar certo de que você continuará com a condição de saúde bucal alacançada após o tratamento, deve voltar periodicamente ao dentista para novas limpezas, normalmente de 4 a 6 meses depois de cada sessão.
 

A DP pode ainda deixar sequelas estéticas, como a retração da genigiva ou alterações na posição dos dentes. Existem outros procedimentos para a correção dessas sequelas.
Como tudo na saúde, o melhor é a prevenção. E a prevenção da DP se faz com a higienização correta da boca, pela escovação e uso de fio dental, mais as limpezas periódicas feitas pelo dentista.