VOLTAR PARA A PÁGINA DA DOUTORA

 

DOENÇA INFLAMATÓRIA INTESTINAL

        Doença de Crohn e Colite Ulcerativa                    por Dra. Angelita Gama

 

Essas doenças apresentam influência de fatores genéticos e ambientais

 

*COLONOSCOPIA

 

É um exame realizado através de um aparelho que, introduzido pelo ânus, “passeia” por todo o intestino, transmitindo as imagens deste, através de uma micro câmera de TV, para um monitor.

 

O médico pode assim ver o intestino por dentro e, se houver ali um “pólipo” (um crescimento anormal na parede do intestino) também com esse mesmo aparelho é possível extirpar esse pólipo impedindo assim que ele possa evoluir para um câncer. Pode ainda realizar outros diagnósticos.

 

O primeiro aparelho de Colonoscopia foi desenvolvido no Japão em 1974, mas só chegou ao Brasil por volta dos anos 1990.

 

Sob a classificação de Doença Inflamatória Intestinal estão duas doenças distintas: a de Crohn e a Colite Ulcerativa.

De causas ainda não totalmente esclarecidas essas doenças apresentam influência de fatores genéticos e ambientais e hoje acredita-se que tenham relação com o sistema imunológico. Mas, por enquanto, embora seja a mais aceita, ainda é uma hipótese. Também não se provou ligação dessas doenças com alguma espécie de dieta ou estresse.

Existem alguns trabalhos que sugerem uma ação dos medicamento anti-inflamatórios que poderia favorecer o aparecimento dessas doenças, já se cogitou também o mesmo sobre os anticoncepcionais. O tabagismo também teria um papel no aparecimento da Doença de Crohn. Quem retirou o apêndice também teria maior predisposição ao desenvolvimento da Doença Inflamatória Intestinal. Por ora, tudo são apenas teorias.

 

O que se sabe de fato é que essas doenças são mais comuns em países do hemisfério norte e em povos de origem judaica.

Sua maior incidência ocorre igualmente entre homens e mulheres na faixa dos 15 aos 40 anos. Entre os pacientes, pelo menos a quarta parte deles tem parentes de primeiro grau que foram acometidos do mesmo mal.

Diarréia, perda de sangue nas fezes, dores abdominais, cansaço, anemia, emagrecimento e febre podem indicar a Doença Inflamatória Intestinal, sendo alguns sintomas mais comuns na Doença de Crohn e outros na Colite Ulcerativa.

Mas ambas as doenças aumentam de 2 a 5% o risco do aparecimento do câncer de intestino.

 

Podem ocorrer ainda manifestações para além das intestinais.

O diagnóstico é feito pelo colonoscopia*, como também o é o diagnóstico do câncer do intestino

 

DIFERENÇAS :

A Doença de Crohn pode ocorrer em qualquer ponto do trato digestivo, desde a boca até o ânus, mas para 80% dos pacientes, ela se manifesta ou na porção final do intestino delgado ou na transição entre este e o cólon.

Trata-se de uma inflamação nas camadas da parede do intestino com lesões difusas ao longo do trato digestivo. Caracteriza-se por apresentar áreas saudáveis entre as áreas afetadas.

 

A Colite Ulcerativa acontece apenas no cólon e no reto e a lesão é contínua, apenas na camada mais superficial da mucosa do intestino, levando à inflamação e ao aparecimento de lesões.

 

 

No final de 2013 foi realizado, em São Paulo, o VII SIMADII –

Simpósio Internacional Multidisciplinar de Atualização em Doença Inflamatória Intestinal.