voltar para a página do doutor

 

Recomendações para eliminar peso

por Dr. Alfredo Halpern

Estou convencido de que boa parte dos obesos necessita de um assessoramento profissional constante, frequente no início e mais espaçado quando o peso razoável for atingido.

 

 

A pessoa que quer perder peso deve seguir as seguintes recomendações:

 

1.        NÃO TENHA PRESSA EM PERDER PESO - grandes perdas de peso em curtos espaços de tempo são prejudiciais e, em geral, são seguidas de ganhos de peso ainda maiores.

 

2.        OBEDEÇA A UM PROGRAMA ALIMENTAR ADEQUADO AO SEU ESTILO DE VIDA - se resolver seguir o sistema de pontos, anote tudo o que você come, ao menos até se acostumar bem com a equivalência dos alimentos.

 

3.        NÃO SE PRIVE DE NENHUM ALIMENTO - paticularmente quando a vontade de comê-lo for muito intensa; mas tente compensar deixando de comer outros.

 

4.        COMA DEVAGAR, MASTIGANDO BEM OS ALIMENTOS! - se um dos membros de um casal, em particular o homem, come muito mais rápido que o outro, a obesidade é quase inevitável porque a repetição do prato é a regra.

 

5.        DEIXE RESTOS NO PRATO - o limite da sua fome não é o fim do prato!

 

6.        PROCURE NÃO FAZER OUTRA ATIVIDADE ENQUANTO COME - não coma assistindo televisão, por exemplo.

 

7.        TENTE AUMENTAR SUA ATIVIDADE FÍSICA DIÁRIA - particularmente através de um incentivo às atividades cotidianas, tais como andar, subir escadas etc.; fique o mínimo possível sentado ou assistindo televisão.

 

8.        ALMEJE UM PESO FACTÍVEL, NÃO UM PESO IDEAL - conforme-se em ser mais gordinho do que você gostaria.

 

9.        LEMBRE-SE SEMPRE QUE SEU ORGANISMO VAI TENTAR READQUIRIR O SEU PESO INICIAL - quando atingir um peso razoável, não deixe de “lutar” pelo seu objetivo; quanto mais tempo você conseguir segurar o peso, maiores são as chances de um sucesso definitivo.

 

Sem pretender “puxar a brasa para a nossa sardinha”, estou convencido de que boa parte dos obesos necessita de um assessoramento profissional constante, frequente no início e mais espaçado quando o peso razoável for atingido. Se um paciente cardíaco, diabético, hipertenso, ou reumático etc. necessita de um médico para toda a vida, por que isto não deveria acontecer com um obeso?